Artigos técnicosGrãos

Sementes de soja – Como agregar ao seu potencial?

Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras

Autores

Jean dos Santos Silva
Engenheiro agrônomo e mestrando em Fitotecnia – Universidade Federal de Lavras (UFLA)
santos.jean96@yahoo.com.br
Jéssica Elaine Silva
Graduanda em Agronomia – UFLA
jessicaelaine9913@gmail.com
Giovani Belutti Voltolini
Engenheiro agrônomo e doutorando em Agronomia/Fitotecnia – UFLA
giovanibelutti77@hotmail.com

Crédito Shutterstock

O Brasil é o segundo maior produtor de soja (Glycine max) do mundo, ficando atrás somente dos Estados Unidos. Para a safra 2018/19, a previsão da CONAB é que seja de 115,3 milhões de toneladas do grão, valor que corresponde a um aumento de 2,8% em relação à safra passada.

Sabendo da crescente demanda por alimentos, o uso de técnicas que aumentem o teto produtivo das culturas é muito importante, visando a manutenção da produção de alimentos de forma que a demanda alimentar mundial seja sanada.

Segundo a teoria malthusiana, a produção de alimentos passará a ser insuficiente em poucos anos. Portanto, cabe à agricultura, principalmente, lançar mão de técnicas (tecnologias) que aperfeiçoem os processos produtivos, fazendo com que a produção por área seja sempre maior.

Mais produtividade

Dentre os fatores que contribuem para uma alta produtividade na soja, o uso de sementes de alta qualidade é um dos principais fatores. Neste sentido, para que uma semente seja considerada de alta qualidade ela deve ter qualidade genética, sanitária e física e, além disso, alto vigor e germinação.

Escolha da semente

O primeiro passo para uma boa escolha de semente é ter um fornecedor regularizado, assegurando a qualidade do produto adquirido. Vale ressaltar que as recomendações de um engenheiro agrônomo são imprescindíveis em todo processo produtivo, inclusive na compra da semente.

A escolha da cultivar deve ser feita baseada em materiais indicados para sua região, com faixas de latitude que se adequem ao local de plantio, e também características genéticas e eventos transgênicos que irão conferir resistência a determinadas pragas e doenças e permitir a entrada com herbicidas na lavoura de forma a facilitar o manejo.

A semente não precisa necessariamente ser transgênica para apresentar um alto potencial, mas, de maneira geral, os materiais que possuem transgenia são embutidos de maior tecnologia e tendem a ter maiores produtividades.

Vantagens

As vantagens de comprar sementes de alto potencial estão intimamente ligadas à alta produtividade, pois elas garantem maior velocidade de emergência, deixando a semente menos tempo exposta a fatores que influenciariam negativamente seu vigor; fechamento mais rápido das entrelinhas, reduzindo a competição com as plantas invasoras; maior uniformidade no estande de plantas; desenvolvimento inicial mais rápido e uniforme, tornando menos vulnerável a fatores ambientais adversos; e atributos genéticos, que aliados à tecnologia adequada permitirão uma ótima expressão de seu potencial, refletindo em alta produtividade.

BOX

Agregando ao seu potencial

Para que o potencial dessas sementes seja expressado, é necessário a utilização do pacote tecnológico que é montado para a cultivar adquirida. Muitas empresas vendem o pacote completo, desde a nutrição até os produtos fitossanitários, para que o potencial da semente seja expressado.

É indispensável também que a escolha da densidade de semeadura seja adequada para a cultivar utilizada, e por isso, deve-se garantir que as semeadoras estejam calibradas, pois uma desuniformidade no plantio pode colocar em risco toda qualidade que veio na semente.

Custo x benefício

Junto com o alto potencial vem o preço mais alto. Segundo a estimativa de custo do IMEA para a safra 2019/2020 no Mato Grosso, o preço médio das sementes transgênicas será de R$ 320,00/ha, enquanto que das sementes convencionais será de R$ 212,00/ha. Porém, a produtividade média das propriedades que utilizarão transgênicos será de 58,9 sc/ha, enquanto que convencional será de 56,7 sc/ha. Isso já pagaria o investimento em sementes de maior tecnologia, sendo que o custo total da produção de transgênicos margeou R$ 3.854,00/ha, enquanto que o convencional foi de R$ 3.901,00/ha. Isso mostra que, apesar de o custo de aquisição da semente ser maior, não implica em uma rentabilidade menor.

Assim como toda atividade, o sucesso está ligado com o profissionalismo ao desempenhar a atividade. A semente de alto potencial é de grande importância para uma boa rentabilidade na produção de soja, porém, necessita-se que os demais fatores inerentes ao cultivo estejam em sintonia, para que os resultados esperados sejam alcançados.

Etiquetas
Mostrar mais