Artigos técnicosGrãos

Qual a hora certa de utilizar os Aminoácidos?

Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras

Autores

Lucas Anjos de Souza
Doutor e mestre em Biologia Vegetal, e professor do Polo de Inovação em Bioenergia e Grãos – IF Goiano, Campus Rio Verde
lucas.anjos@ifgoiano.edu.br
Leandro Campos Oliveira
Biólogo, pós-graduando em Bioenergia e Grãos – IF Goiano, Campus Rio Verde
leandro.campos@ifto.edu.br

Crédito: Shutterstock

Todas as culturas são beneficiadas com a aplicação de aminoácidos, visto que eles ajudam a planta a se recuperar de algum estresse sofrido. As plantas sintetizam todos os 21 aminoácidos por ela demandadas, e a ciência moderna já consegue identificar em quais momentos dentro da fenologia da planta eles são mais demandados.

Existem vários estudos com objetivo de determinar o momento certo de utilização dos fertilizantes bioestimulantes. Coelho (2008), por exemplo, em pesquisa com milho safrinha nos estádios de desenvolvimento vegetativo de 4, 7 e 10 folhas relatou um aumento médio de 22% (1.500 kg/ha) na produtividade de grãos ao realizar a suplementação com aminoácidos.  

O período de safrinha é um momento que possui algumas características peculiares, como baixas temperaturas e menor precipitação, podendo assim provocar algum tipo de estresse na planta e diminuir seu potencial produtivo. Dessa forma, a utilização de aminoácidos pode diminuir esses efeitos.

O mesmo realizou testes aplicando aminoácidos no tratamento de sementes e relatou resultados positivos, como maior velocidade de emergência, maior crescimento do sistema radicular e aumento na produtividade de grãos de 14% (860 kg.ha-1). Bertolin et al (2010) relatou incremento no cultivo de soja, no número de vagens por planta e produtividade de grãos, tanto em aplicação via sementes quanto via foliar.

Este é um conteúdo restrito para assinantes.
Se você é um usuário registrado, por favor, entre no site.

Login de Usuários
   
Etiquetas
Mostrar mais