Artigos técnicosGrãos

Mulching – Plantas daninhas sob controle no cafeeiro

Congresso Brasileiro do Algodão

Autor

Thales Barcelos Resende
Doutorando em Agronomia/Fitotecnia – Universidade Federal de Lavras (UFLA)
thales_br@outlook.com

Crédito Dalyse Catanheira

A busca por tecnologias que ajudem o produtor a facilitar o manejo em suas lavouras é constante. Com isso, observou-se, na área de olericultura, a utilização de um filme plástico em canteiros para diminuir a incidência de plantas daninhas, e viu-se a oportunidade de utilizar esta tecnologia na cultura do café, pois as plantas daninhas são extremamente caras para se realizar o manejo nos primeiros anos pelo fato de o trabalho ser manual, com o auxílio de enxadas ou herbicidas.

O mulching consiste em um filme plástico que cobre a superfície do solo na linha de plantio. Sua eficiência está sendo estudada por diversos pesquisadores que acreditam na possibilidade de ficar do plantio até a primeira colheita sem realizar o controle de plantas daninhas na linha do café.

A redução da incidência de plantas daninhas quando se usa esta tecnologia é clara, pois ele forma uma barreira física que impede a emergência de algumas plantas, a chegada de luz necessária para a germinação de algumas sementes e ainda mantém o solo mais úmido, pelo fato de não deixar a água presente ali evaporar.

Pesquisas

Trabalho realizado na Universidade Federal de Lavras, envolvendo várias técnicas agronômicas para tentar mitigar o efeito da falta de água nas lavouras cafeeiras, envolveu a utilização da tecnologia do mulching, com resultados interessantes.

As avaliações de ocorrência de plantas daninhas nas linhas onde foi utilizada a tecnologia era quase nula, ou com pouca variação de espécies, facilitando o controle.

Quando não há concorrência da cultura com plantas daninhas, seu crescimento e desenvolvimento é maior pela ausência desta competição. Com isso, as primeiras produções também podem ser maiores, viabilizando a utilização desta tecnologia.

Alguns cuidados devem ser tomados com o filme plástico, pois quando mal manejado pode não trazer benefícios e onerar a atividade, aumentado os custos de produção. Um manejo primordial para o sucesso da tecnologia é evitar ao máximo rasgar o material, pois nos buracos abertos podem surgir plantas daninhas, tornando a tecnologia ineficiente.

Outro cuidado que deve ser tomado é com o planejamento de condução da lavoura, pois onde não se tem um sistema de fertirrigação, a adubação se torna um problema. Já no sistema de fertirrigação a utilização de mulching é perfeita, pois o principal gargalo é a adubação.

Quando se possui este sistema, a recomendação é a utilização de alguns tipos de fertilizantes mais tecnológicos, como aquele que possibilita realizar a adubação com apenas um parcelamento, já que será necessário levantar ao mulching para realizar a adubação. Portanto, se houver mais parcelamentos, não será viável.

Capim braquiária

Um manejo parecido com este filme plástico é a utilização de capim braquiária, que ao ser roçado e jogado na linha de plantio se tornará uma camada física que também impede a germinação de algumas plantas daninhas. Porém, o cuidado, neste caso, deve ser ainda maior, pois caso o capim chegue próximo demais da linha de plantio, ele se tornará um concorrente da cultura de interesse.

Etiquetas
Mostrar mais