Artigos técnicosHortifrúti

Bioestimulantes: Batata agradece aplicação

I OFICINA DE PROCESSAMENTO DE DADOS PARA AGRICULTURA DE PRECISÃO

Autores

Tiago Henrique Costa Silva
Mestrando em Agronomia – Instituto Federal Goiano (IFG) – campus Urutaí (GO)
tiago@agronomo.eng.br
Paulo Cesar Ribeiro da Cunha
Doutor e professor – IFG, campus Urutaí
paulo.cunha@ifgoiano.edu.br

Crédito: Shutterstock

Devemos ter em mente que os bioestimulantes são substâncias físico/químicas de origem natural (plantas e microrganismos), empregados no manejo das culturas em geral, visando assim, plantas mais fortes e produtivas.

Para a batata, observamos grandes benefícios, como lavouras mais resistentes a variações térmicas, salinas e a danos mecânicos e biológicos (pragas e doenças) e, lógico, plantas mais resistentes e menos estressadas, refletindo em incremento na produção e na qualidade padrão de pele e tamanho das batatas.

Benefícios

Os benefícios dos bioestimulantes são diversos. Como vivemos em um país tropical, com variações climáticas muitos diferentes de Norte a Sul, toda plantação de batata é um novo desafio, e por isso não há uma “receita de bolo” para o sucesso da atividade. Mas, temos muita expertise e experiência acumuladas dos anos de dedicação à cultura e muitos erros e acertos também.

Posso confirmar, com toda transparência, que o agricultor que utiliza os bioestimulantes tem mais chances de sucesso na lavoura. Isso porque, como já dissemos, essas substâncias são ricas em hormônios vegetais, e quando aplicadas no estádio certo de desenvolvimento da cultura, por meio de estímulos hormonais força as plantas de batata a produzirem resistências contra pragas, doenças e amplitudes térmicas, o que é importante, já que no território brasileiro temos muitas variações climáticas.

Ainda, a utilização dessas substâncias hormonais traz resistências a estresses salinos, característica peculiar dos solos brasileiros. Porém, com manejo de correção de solo conseguimos atingir maiores produtividades. Em uma planta menos sensível, a salinização ou acidez vai expressar melhor seu potencial de produção genético.

Resultados no campo

O uso dos bioestimulantes é compensatório e positivo. Em anos de maiores estresses é mais fácil observar os benefícios dos bioestimulantes. Comparando as plantações com as testemunhas, podemos dizer que, em média, há um incremento de 15% na produção, além de entregar uma lavoura com batatas de peles firmes e lisas, com melhor padrão de comercialização. A consequência é que o agricultor consegue negociar melhor sua produção e ter mais rentabilidade.

Atenção

Sugiro que o agricultor queira melhorar sua lavoura com essas biotecnologias à base de hormônios bioestimulantes busque orientações sempre com um engenheiro agrônomo local ou a revenda de confiança. Atualmente, há muitos produtos disponíveis a serem utilizados e aplicados de diversas formas, e com orientações adequadas o sucesso é garantido.

Porém, de forma geral, aplicamos biofertilizantes por aspersão no sulco de plantio e na florada da cultura, dois estágios bem críticos da cultura, pois é quando as plantas estão mais suscetíveis a estresses de todo tipo, e uma injeção de bioestimulantes nesta fase tem se mostrado o manejo ideal.

Lembrando que erros são bem comuns na aplicação desses produtos, com sub ou superdosagens de bioestimulantes. Assim, novamente ressalto a importância de seguir as orientações das empresas, com indicações de aplicações na fase ideal da cultura.

Etiquetas
Mostrar mais