Artigos técnicosHortifrúti

Aspargos: Compensa produzir?

I OFICINA DE PROCESSAMENTO DE DADOS PARA AGRICULTURA DE PRECISÃO

Autores

Filipe Pereira Giardini Bonfim
Doutor e professor – Faculdade de Ciências Agronômicas – FCA/Unesp – Botucatu
filipe.giardini@unesp.br
Daniela Aparecida Teixeira
Mestra e doutoranda em Horticultura – FCA/Unesp
daniela.teixeira@hotmail.com
Jordany Aparecida de Oliveira Gomes
Doutora e pós-doutoranda no Centro de P&D de Recursos Genéticos Vegetais do Instituto Agronômico de Campinas
jordanyoliveira327@gmail.com
Nathália de Souza Parreiras
Mestra e doutora em Horticultura – FCA/Unesp
agronathaliaparreiras@gmail.com
Crédito Shutterstock

Atualmente, o preço médio global do quilo de aspargos é de US$ 5,31. O valor das negociações de aspargos frescos ou refrigerados foi de US$ 1,73 bilhões e de US$ 346,93 milhões para os aspargos em conserva, tendo como referência o ano de 2016. Não existem dados consistentes atuais da movimentação financeira comercial da cultura de aspargos no Brasil.

Desde a sua inserção na década de 30, no Sul do País, houve crescente produção até o final dos anos 90. A partir de então a produção migrou para o Semiárido Nordestino, onde hoje se encontra basicamente sob domínio de uma única empresa.

O que é produzido no Sul e no Estado de São Paulo geralmente visa mercados específicos (hotelaria e restaurantes) pelo volume de produção, e o que é comercializado no mercado varejista advém do nordeste do Brasil e do Peru.

Extensão de plantio

São cultivados cerca de 800 hectares de aspargo no Brasil. Na região semiárida do Nordeste, que é a principal produtora, encontram-se 450 ha, e no Estado do Rio Grande do Sul, cerca de 250 ha. São Paulo possui área de produção de aproximadamente 12 ha e o Paraná 8,0 ha.

A produção anual de aspargos no mundo é de aproximadamente 8,73 milhões de toneladas métricas. O cultivo de aspargos passou pela migração de produção do Sul para a região Semiárida do Nordeste na década de 90, onde encontrou condições edafoclimáticas benéficas. Esta região atualmente é a mais tecnificada e a maior produtora do País, produzindo aproximadamente 10 toneladas mensais de aspargos frescos.

Plantio

Este é um conteúdo restrito para assinantes.
Se você é um usuário registrado, por favor, entre no site.

Login de Usuários
   
Etiquetas
Mostrar mais