Notícias

Agropower Energia Solar® – A energia que faltava no campo

Congresso Brasileiro do Algodão
Usina Agropower Energia Solar

Hoje, o mundo está diante de um duplo desafio: atender à demanda global por energia e encontrar soluções para a mudança climática, emitindo menos carbono. “Na Agropower Energia Solar®, sabemos que podemos fazer as duas coisas, diversificando os tipos de energia que utilizamos. É por isso que estamos envolvidos ativamente com energia solar fotovoltaica. Os painéis solares utilizados pela Agropower Energia Solar® estão entre os mais confiáveis e eficientes do mundo, com um índice de conversão de 21,5%”, revela Patricia de Souza Sampaio, sócia-diretora da Agropower Energia Solar®.

Sediada em Araguari (MG) e com mais de 50 clientes, a empresa já capacitou 5 milhões de KW/hora por ano em energia gerada. Sua atuação está focada no agronegócio, mas também atende empresas e sistemas residenciais em funcionamento.

Vantagens

Segundo Patricia de Souza, seus clientes obtêm maior estabilidade na rede local ao injetarem energia gerada pelas suas usinas. “Os demais consumidores vizinhos, mesmo não tendo energia solar, são imediatamente beneficiados com uma energia mais estável e de melhor qualidade. Além disso, nossas usinas estão reduzindo a emissão de cerca de 1,5 tonelada de CO2 por ano na atmosfera, contribuindo para a redução do impacto nas mudanças climáticas”, pontua.

A empresa conta ainda que a maioria de seus clientes são cafeicultores, que conseguiram alcançar economia de até 95% em suas faturas de energia, além de contribuírem com mais um quesito na certificação de suas propriedades.

 Lembrando que todos os produtores rurais podem investir em energia solar – “tanto os que têm acesso à rede como os que estão isolados podem gerar sua própria energia e financiar seu investimento pela carteira de crédito rural do BNDES”, informa Patricia, detalhando que quanto maior for o consumo de energia, maior é o retorno do investimento e com menor tempo. “Mas a tecnologia é indicada para todos os consumidores”.

Requisitos básicos

Para investir no sistema é preciso, primeiramente, área disponível para instalação em telhados ou no solo, e estudo de viabilidade de rede junto à distribuidora de energia local. Perguntada sobre o investimento inicial necessário, Patricia responde que varia muito, de acordo com a necessidade do cliente. “Instalamos desde micro usinas para a agricultura familiar até usinas maiores, para atender grandes irrigantes, como de pivô, por exemplo”.

Ela ressalta a importância de contratar o projeto com uma empresa séria, que tenha credibilidade no mercado e boa referência de clientes que já são bem atendidos. Além disso, o produtor deve fornecer previamente todas as informações de seu consumo atual e a previsão de aumento futuro, para que seu projeto tenha um bom dimensionamento e ele fique satisfeito.

Etiquetas
Mostrar mais