Organominerais de origem mineral x vegetal

Vinicius William Borges Rodrigues

Engenheiro Agrônomo

 

 Crédito Saulo Alves

Crédito Saulo Alves

Fertilizantes organominerais produzidos a partir de matéria orgânica de matriz animal possuem desvantagens quando comparados aos fabricados com matriz vegetal. Dentre as principais desvantagens podemos citar o custo elevado dos materiais tradicionalmente utilizados (cama de aviário e esterco bovino), alto índice de contaminação química e biológica, que dificulta o processo de compostagem do material.

Além disso, o uso de compostos de matriz animal em grandes quantidades, tem alta capacidade de salinização, aumento de acidez e da compactação dos solos. É bastante comum a disseminação de plantas espontâneas, quando aplicados estercos contaminados com sementes de plantas indesejadas.

A grande vantagem de se utilizar materiais de origem vegetal reflete-se na melhor aplicabilidade e de se poder aproveitar resíduos da agroindústria, como torta de filtro, palha de milho, etc., dando destinação aos mesmos e tornando a atividade sustentável.

Essa matéria você encontra na edição de março 2018 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *