Como produzir muda de beterraba na fazenda

Marçal Henrique Amici Jorge

Pesquisador da área de Produção de Mudas da Embrapa Hortaliças (Brasília/DF)

 

Fotos Shutterstock

Fotos Shutterstock

Para se produzir mudas de beterraba com qualidade satisfatória devemos fornecer condições que propiciem um bom crescimento e desenvolvimento dessas mudas.

São os chamados ambientes protegidos que, como o próprio nome diz, protegem contra intempéries e a entrada de pragas e doenças na área de produção. Muitas vezes o agricultor não tem condições ou tempo para montar esta estrutura, que necessita de investimento e planejamento.

Dessa forma, viveiristas especializados ficam por conta dessa produção e esses agricultores adquirem as mudas, as quais são transplantadas no campo de produção propriamente dito. Essa é uma tendência que tem sido confirmada nos maiores polos produtores de hortaliças no Brasil.

Dicas importantes

Uma boa opção para se produzir mudas de beterraba é adotar o sistema de produção em bandejas de células – que proporciona uma série de vantagens que culmina com a produção de mudas de elevado padrão – muito utilizado para a produção de mudas de outras hortaliças também.

Podem ser de isopor ou plástico preto (rígido ou flexível). As bandejas são preenchidas com substrato específico para produção de mudas de hortaliças e o semeio é feito na sequência. Após a emergência das mudas, concilia-se o tempo de produção com as características fitotécnicas para a tomada de decisão sobre a fase ideal de transplante (plantio) dessas mudas.

Geralmente, essa fase se dá quando as mudas atingem de 07 a 10 cm de altura (04 a 06 folhas). As folhas devem estar bem formadas e o sistema radicular bem distribuído.

Uma muda de qualidade garante boa lavoura - Fotos Shutterstock

Uma muda de qualidade garante boa lavoura – Fotos Shutterstock

Cuidados

Os principais cuidados durante a produção são um bom manejo da irrigação (água de boa qualidade e na quantidade certa)e da nutrição (de acordo com as recomendações técnicas para a cultura e análise química e física do substrato), controle adequado da luminosidade e da temperatura (utilização de telas e plásticos dentro das especificações técnicas recomendadas) no ambiente protegido e controle preventivo de possíveis pragas e doenças (independente do sistema adotado).

Importânciada muda para o sucesso da plantação

A muda (lote) produzida de acordo com as recomendações técnicas expressa todo o seu potencial genético, fisiológico e sanitário, com garantia inicial no campo de plantas bem desenvolvidas e produtivas.

Na produção de mudas de beterraba em ambientes protegidos o índice de infestação por pragas e doenças é muito baixo, pois se prioriza o manejo preventivo. Ou seja, o ambiente interno precisa estar limpo e protegido contra a entrada de insetos-praga ou vetores de doenças.

A vestimenta e calçados dos funcionários também precisam ser limpos. As bandejas, como são reutilizáveis, prioritariamente precisam ser limpas e sanitizadas antes de qualquer uso.

O substrato deve ser produzido com boas práticas na propriedade ou adquirido de empresas idôneas para evitar possíveis focos de doenças e pragas. As sementes devem ser também de fontes confiáveis, pois podem trazer patógenos para dentro do ambiente protegido e comprometer a produção.

As doenças e pragas que possivelmente podem estar presentes são: lagarta-rosca, lagarta-elasmo, vaquinha, pulgões, nematoides e podridões ou manchas causadas por fungos e bactérias.

Fotos Shutterstock

Fotos Shutterstock

Direto ao alvo

No sistema de produção de mudas em bandejas, todo o manejo é voltado para uma produção bem uniforme. A qualidade das sementes também é muito importante para manter um estande satisfatório (germinação das sementes e emergência das plântulas uniformemente).

De qualquer forma, podem ser encontradas mudas que não se desenvolveram adequadamente. Deve-se, então, descartá-las para não comprometer o campo de produção com plantas menos vigorosas e pouco produtivas.

Custo

O custo de produção varia bastante de região para região, pois vários fatores estão envolvidos, como estrutura de produção, mão de obra, tipo de bandeja utilizada e disponibilidade de sementes e substrato de boa qualidade.

Por exemplo, o custo de produção de mudas de beterraba de um pequeno produtor de mudas em uma microrregião do Distrito Federal, adotando-se o sistema de produção em bandejas de plástico flexível com 200 células, substrato comercial à base de turfa, sementes adquiridas de empresa idônea e estrutura de madeira coberta com plástico e tela nas laterais, fica em torno de 7,0% para mão de obra, 41,8% para sementes, 14% para substrato, 16,7% para recipiente, 10,5% para estrutura e outros insumos e 10% para irrigação.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de março 2018  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *