Azud – Sistemas de filtragem e irrigação

Fotos Ana Maria Diniz

Fotos Ana Maria Diniz

Essa foi a segunda vez que a Azud participou da Fenicafé, um evento de suma importância para a cadeia agrícola. A Azud é muito reconhecida no segmento de filtragem, com aceitação e conhecimento muito grande por parte dos clientes. Com um portfólio completo, seus produtos e tecnologias podem agregar ao segmento da cafeicultura, como é o caso dos tubo gotejadores, sistemas de injeção de fertilizantes e automação, o que inclui as válvulas e os controladores.

“Para nós, é uma ferramenta importante estarmos presentes na Fenicafé para divulgarmos toda a gama de soluções para o segmento”, pontua Alexandre Almeida Ono, responsável técnico comercial da Azud.

Carro-chefe

Equipe da Azud na Fenicafé - Fotos Ana Maria Diniz

Equipe da Azud na Fenicafé – Fotos Ana Maria Diniz

A Azud tem como produtos consagrados seus filtros. É uma empresa que prima pela qualidade e desempenho em cada produto que coloca no mercado, e por isso investe em pesquisa e aprimoramento constante de toda a linha.

“É muito detalhado e criterioso o desenvolvimento de cada produto. Isso se aplica aos tubos gotejadores, um produto relativamente novo. OAzudPremier PC é um tubo gotejador autocompensante que foi divulgado na feira, e passou por um longo período de desenvolvimento antes de ser lançado no mercado.Na Espanha, atualmente, sua aceitação já é enorme”, afirmaAlexandre Ono.

Ainda segundo ele, o diferencial do AzudPremierPC é o desenho do labirinto, que utilizouas mais modernas tecnologiasde software para reduzir ao máximo o entupimento, um gargalo desse sistema. O componente de compensação, que é a membrana de silicone, tem um desenho diferente das existentes hoje no mercado.

Há, também, diferenciais nos materiais que a compõem, proporcionando um desempenho muito estável ao longo do tempo, com alto desempenho e por longo período, permitindo maior vida útil do produto.

 “A marca já é reconhecida e queremos estender essa mesma credibilidade do segmento de filtragem para os demais produtos que a empresa disponibiliza ao mercado”, finaliza Alexandre Ono.

Essa matéria você encontra na edição de abril 2018 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *