A relação entre a mineração e a agricultura

Calcário agrícola contribui para o cultivo nas lavouras

Distribuição de calcário em SPD - Crédito Djalma Martinhão

A Votorantim Cimentos viu, há 25 anos, um grande potencial no calcário agrícola, um derivado da mineração já muito utilizado na produção de cimento, único produto capaz de corrigir a acidez do solo. Hoje, o Calcário Itaú, produzido pela Votorantim Cimentos, é um importante produto aplicado nos solos, que melhora as propriedades físicas da terra atingindo maiores profundidades e causa reações mais rápidas no solo, favorecendo a neutralização acelerada da superfície e desenvolvendo melhor as raízes das plantações. Nove unidades da Votorantim Cimentos possuem linhas de produção especificamente para o calcário agrícola.

No Brasil, predominam os solos ácidos, considerados fracos para a agricultura. Essa medida do grau de acidez do solo é feita por meio do potencial hidrogeniônico, medida do teor de íons H3O+ livres por unidade de volume. Quanto maior esse teor, mais ácido é considerado o solo. Essa acidez se dá por diferentes motivos. Pode ser devido à sua formação original, quando ele é já naturalmente ácido, pela aplicação de fertilizantes ricos em amônia e ureia, ou pela perda de nutriente causada por conta da erosão.

Com a aplicação do calcário agrícola nos solos, as lavouras têm melhor performance. Além disso, o produto contribui para a diminuição das emissões CO² nas unidades industriais, nesse mercado a participação da Votorantim Cimentos é estimada de 10%. O calcário tem um processamento diferenciado que o torna mais fino e econômico, aumentando a superfície de contato com o solo. Após a aplicação do calcário (cerca de seis semanas antes do plantio), a terra fica preparada para receber o cultivo levando assim, benefícios para a produção de alimentos e contribuindo para ganhos de produtividade.

Sobre a Votorantim Cimentos

Fundada em 1933, a Votorantim Cimentos se tornou uma das maiores empresas globais do setor. O portfólio de materiais de construção vai além dos cimentos e inclui concretos, argamassas e agregados, além de insumos agrícolas. São quase 12 mil empregados e uma receita líquida de R$ 11,1 bilhões em 2017. As unidades da Votorantim Cimentos estão estrategicamente próximas aos mais importantes mercados consumidores em crescimento e presente em 11 países, além do Brasil: Argentina, Bolívia, Canadá, Espanha, Estados Unidos, Índia, Marrocos, Peru, Tunísia, Turquia e Uruguai. Se no passado a Votorantim Cimentos tinha orgulho de ter contribuído para o desenvolvimento e industrialização do país, hoje a empresa constrói o futuro com parcerias, inovação e sustentabilidade, sempre focada em seu propósito: a vida é feita para durar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *